03 março 2014

"Valorize- se, é de graça"

Tenho reparado em uma certa situação, que cada vez mais, tem me parecido comum (pelo menos na região onde eu moro). Algumas meninas logo depois da primeira década de vida (apesar de hoje em dia estar acontecendo até antes mesmo), estão tendo o costume de sair contando (comentando e comparando) por ai, o número de garotos que elas já ficaram. Ou "pegaram". Enfim, seja qual for o termo, agem como se ficar com muitos garotos, fosse uma disputa, e mérito de troféu. Mas, sinceramente: não é não.

Por ser blogueira e futura psicóloga, fico me policiando o tempo todo pra não julgar tanto assim as pessoas, pra não parecer chata e nem falar como a minha mãe, minha avó e minhas tias... dando sermões. Mas, não criei um blog pessoal para falar apenas de “assuntos bonitinhos”, nem para parecer ser a pessoa perfeita. Sem medos de possíveis julgamentos, vou mostrar a vocês o que eu penso. E a minha opinião, é que independente de tudo o que você já sofreu na vida, isso não é nada (independente da sua idade), as pessoas vão te magoar, e se a cada cafajeste que aparecer e sumir da sua vida, você ficar carente e sair “pegando” todo mundo, só pra mostrar que ta praticando a “lei do desapego”, ou só pra não ficar sozinha te digo: cuidado, pois assim, você só terá mais chances de conhecer outras pessoas que não valem a pena.

Embora, beijar novas bocas e conhecer novos estilos de beijos seja algo MUITO bom, fiquem espertas, pois, além de experiência, vocês podem acabar ganhando uma “fama” não muito boa na turma.  Ser seletiva, nestes casos, é fundamental.

Tenho certeza que muita gente que eu conheço, ao ler esse texto, certamente diria que não sou a melhor pessoa para discorrer sobre o assunto, porém, quem acompanha a minha vida de alguns anos atrás, até hoje, sabe que muita coisa mudou. Falo sinceramente, sem máscaras e sem medo de julgamentos, eu já tive essa minha fase. Terminei um relacionamento ruim, e sai correndo pros braços do primeiro que me apareceu. Ele também não valia nada, e como eu já sabia disso e não queria me apegar a ele, fiquei com mais de um ao mesmo tempo (quer dizer, na mesma época).

Fora episódio, eu também já fiquei por ficar, já disse “sim” pra não me sentir sozinha, e já empurrei relacionamentos com a barriga só pra não ser a única solteira da turma. Essas coisas que muita gente faz. Também, odeio joguinhos e nunca fui a menina mais difícil. E sobre essa última afirmativa, falo mesmo, em alto e bom tom, pra quem quiser saber. Nada de tipinhos. Nada de fingir. Quero deixar bem claro, que se estou falando do assunto é porque realmentetive essa experiência e sei bem o que eu estou dizendo.

Quando a gente é muito novinha, temos tendência a achar que estamos “abafando”, “arrasando” e sei lá mais o que, quando percebemos o efeito que o nosso poder de sedução causa nos garotos. Ficamos literalmente nos “achando”.

Tem uma época em que todo mundo quer a gente, todo mundo chega, e quer ficar... e geralmente é ai que acontece a merda toda. Você acaba de descobrir que beijar é bom e que todo mundo te acha linda, afinal de contas, “carne nova no pedaço”, ou um “carro 0 Km”,quem é que não quer, né? Neste momento acabamos confundindo o “querer ficar” da parte dos meninos, com sentimento. Ai, nos entregamos e nos damos mal, na maioria das vezes. Isso acontece, porque em meio a dez que te querem, geralmente só um gosta de você. O resto? Só quer um número a mais. Geralmente você não sabe distinguir essas pessoas e acaba fazendo a escolha errada. Depois de sofrer, pra curar a depressão pós-término, ou a carência, faz a fila continuar andando, cada vez mais rápido, pra mostrar pra todo mundo o quanto você está bem. Isto parece dá muito certo, mas, ai então, chega uma hora que finalmente você consegue perceber a diferença que existe... só que depois de tanto tempo pra cair a ficha, talvez o cara, aquele que era o 1 entre os 10, já não vai te achar tão especial assim.   

Então, depois de toda as histórias e os exemplos que usei pra tornar esse “conselho” não muito chato, e para que ele realmente fizesse algum sentido, gostaria simplesmente de pedir:Garotas, se valorizem! Pois este é o jeito de fazer com que outras pessoas também deem valor a você!


Meninas peguei esse texto do blog "Sente o Drama"   dou os devidos créditos a ela, amei o texto que mostra a realidade hoje em dia então resolvi postar !

Créditos: Blog - Sente o Drama


2 comentários

  1. Este texto diz tudo, as meninas de hoje não se valorizam (não estou generalizando) e depois reclamam que não são levadas a sério.
    Beijos
    http://eaieliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a pura verdade concordo com você !

      Excluir