26 maio 2014

O primeiro amor de "Maria"!



O tempo passou tão rápido, as folhas de Outono já caíram, e ainda penso em você todos os dias antes de dormir.. Mesmo fazendo quase 2 anos que você me disse "Maria! Acabou", atravessando a porta com suas malas. The end! Mais como já disse ainda penso em você, ainda penso que não deveria ter acabado, assim, do nada. Hoje, diante do espelho, olhei para mim mesma e disse que se acabou não adianta correr atrás! Abri o guarda- roupa e peguei meu vestido preto, talvez seja básico demais pra alguns, mais nada me importava! Passei meu batom vermelho, coloquei meu sapato, e sai escondido, ansiosa pra ir ao parque que só iria abrir aquela noite, fui mesmo sabendo que você estaria lá, sem meus pais saberem sai andando lentamente naquelas ruas escuras e frias, pensando, e lembrando dos velhos momentos, pensando como o tempo só sabe brincar com nossos sentimentos. Parei e peguei um táxi, estava tão distraída com meus pensamentos que esqueci de dizer para o motorista onde eu queria ir! Rapidamente disse ao moço, quero ir para o parque! É aquele da rua Ámario....Ah isso mesmo Ámario Batista!! Ele dirigiu lentamente até lá. Quando cheguei lá sai do táxi e fiquei parada, estava observando aquela tal.. Roda - Gigante onde aconteceu nosso primeiro beijo! Até que vi seus amigos (Miguel)!! Não queria que me vissem, então entrei no parque e me enfiei no meio daquela gente toda, quando vi a Roda- Gigante e quis arriscar, fui pra fila e fiquei lá esperando...até que vi você na barraca de churros, fiquei quieta, logo você veio pra fila da Roda- Gigante, não disse nada como eu tinha pensado ficou quieto até que.. Chegou "minha" vez, o moço olhou e disse: - "Garota você está sozinha?" Respondi, meio envergonhada: - Sim!! Ele se inclinou e perguntou ao Miguel: - "E você menino?" E Miguel respondeu - "sim" O moço então me perguntou: - "Tem importância se os dois irem juntos?" Não queria ser criança e dizer que não então disse com toda certeza mordendo os lábios "Claro que não!". Subimos e sentamos no banco! O silêncio pairava no meio de nos dois, um olhando para o outro, fixamente nos olhos! Quando a Roda- Gigante fez um barulho e começou a funcionar! Quando já estava nós dois lá no alto você disse: - Senti sua falta durante esse ano todo! Pensei comigo, será ele veio só pra me confundir mais ainda! Mesmo com o coração batendo forte por estar ali de novo com você, eu respondi: -Pra mim, você é totalmente indiferente! Naquele exato momento ele respondeu: -Sério Maria vai encenar uma personagem durona que não tem sentimentos? Aposto que você acha que não leio mais seus textos, que não penso mais em você, que eu realmente quis te deixar, mais não, não foi isso que eu queria! Eu te entendo, sei o que você está sentindo! E acredite a minha dor é maior que a sua !! Com um aperto no coração respondi: -Pensei que você tinha mudado, mais não, continua arrumando um jeito de fingir ser o coitado da história! Ele disse: -Não, acho que você não entendeu direito, só quero que saiba que também doí em mim! Respondi com raiva: -Isso não me importa! Quero que você e suas desculpas saiam da minha vida, assim como fez você um ano atrás! Ficamos calados por alguns minutos.. E ele retomou: - Sabe Maria, te conheci quando era um garotinho que não sabia nada sobre as tais "escolhas", sempre foi a menina da minha vida. Sempre te achei diferente de todas as garotas que conheci em São Paulo. Sabe com isso minha paixão aumentou sem que eu pudesse notar, aposto que isso aconteceu com você também! Chegou uma hora que queria apenas ver como minha vida seria sem você. Ela tomou coragem e com uma lágrima escorrendo pelo rosto alvo da garota, disse: -Não acredito que você esta me dizendo isto! Ele respondeu com sua voz suave: -Calma, ok? Deixa eu terminar de falar. Quando voltei das férias vi que tinha feito uma grande burrada em ter te deixado no momento mais horrível de todos. Fui sincero com você disse a verdade, odeio esses caras que ficam iludindo quando há um sentimento em jogo! Ela respondeu brava: -Ah, que bonito, tem valores é? Ele disse: -Olha não estou aqui fazendo cena pra que você volte pra mim. Estou aqui pra que você apenas entenda, talvez eu tive que te perder pra apenas ver que você é diferente! E que eu não tenho motivos pra tentar descobrir como é minha vida sem você pois minha vida é você. Ela mais calma lhe disse: -Por que não pensou em me dizer isto antes! Ele retrucou: -Antes não tinha noção de que te amava! E outra eu nunca consegui me perdoar por ter te deixado por que justo você me perdoaria assim, do nada? Ela simplesmente respondeu: -Por que te amo, otário ! O silêncio era pleno, ninguém dizia nada ou melhor não precisava dizer, apenas fazer! Ele fez. Os dois se beijaram lentamente, lá em cima, com o céu cheio de estrelas! Isso fez com que o outono acabasse simplesmente perfeito!

Nenhum comentário

Postar um comentário