29 julho 2014

Medite, respire ou faça uma prece: isso faz bem!

Oi pessoinhas!

Lembra da semana passada que postei sobre paz de espirito (post aqui)? Pois então, hoje vou passar as dicas, lembrando que eu não sou especialista, apenas dicas simples que eu faço de vez em quando, ok?

Práticas como a meditação, uma antiga técnica oriental, tornaram-se uma tendência cada vez mais atual e têm sido adotadas pela medicina tradicional como poderosa ferramenta de cura mental e física.

Meditar não tem apenas efeitos nas áreas do cérebro ligadas à emoção, mas também fortalece a capacidade de combater doenças, de reduzir o estresse e o risco de problemas cardíacos, segundos vários estudos feitos por pesquisadores ingleses e norte-americanos.

E tem mais: os especialistas da área da Saúde afirmam que qualquer prática que envolva relaxamento é benéfica: meditação, ioga, exercícios respiratórios (como os que você vai aprender a fazer aqui) ou preces repetitivas. A chave é a repetição e pode ser de uma palavra, um som, uma oração, a respiração ou um movimento (como o que é feito quando se reza o terço, por exemplo). Quando você focaliza sua atenção em algo como uma prece ou o ritmo da respiração, silencia todas as “vozes” do mundo exterior e entra em contato com a pessoa mais importante da sua vida: você, só você!


O resultado é diminuir a pressão sanguínea, reduzir os batimentos cardíacos, relaxar os músculos, pacificar as emoções, clarear as ideias, aliviar em até 70% os sintomas do estresse e aumentar a produção de anticorpos, os soldadinhos que nosso organismo fabrica para combater as doenças em geral. Viu como o equilíbrio espiritual também é importante para a sua qualidade de vida?

Começando a meditação:

Nos primeiros dias, pratique apenas durante 5-10 minutos.

Depois, confirme se sentir mais à vontade, vá aumentando a duração, que pode variar entre 15 a 40 minutos.

Se possível, medite sempre pela manhã, ao acordar: é o melhor horário.


-> Escolha um lugar tranquilo, sente-se confortavelmente. Pode ser numa poltrona, no chão ou sobre uma almofada, na cama, apoiada em travesseiros.
-> Quando estiver bem acomodada, preste atenção na sua respiração: inspire pelo nariz, bem devagar, expire também pelo nariz. Faça isso por alguns minutos.
-> Deixe que seus olhos se fechem suavemente. Se quiser, imagine uma paisagem predileta e continue mentalizando essa imagem, observando detalhes, como se realmente estivesse lá. “Os pensamentos virão e irão”, ensina a psicoterapeuta norte-americana Silva Boornstein em seu livro Não Faça Nada, Só Fique Sentado (ed. Ágora).
-> Comece a “voltar”, mexendo os dedos das mãos, dos pés. Inspire e expire profundamente, uma vez. Abra os olhos e movimente pernas e braços, devagar.
Pronto!
Chega de desculpas e vamos nos meditar??? Começa já...
Beijinhos.

Nenhum comentário

Postar um comentário