20 janeiro 2015

Nunca é tarde para começar

E vale a pena! Pessoas que se exercitam moderadamente podem diminuir o risco de doenças do coração, diabetes, demência, fraqueza muscular e rigidez nas juntas, segundo uma pesquisa publicada na revista Associação Médica Americana.

Mais: tanto a musculação como a caminhada ajudam a manter os ossos mais fortes e, em alguns casos, até a reverter problemas de perda de massa óssea, a osteoporose. Claro, isso vela para todas as idades. Mas estou falando de quem tem entre 55 e 80 anos!

O tipo de exercícios e a duração?
Pode ser aeróbica em bicicleta ou esteira, levantamento de peso ou caminhada, três vezes por semana (para diminuir o risco cardiovascular e de diabetes) ou todos os dias (para beneficiar o cérebro).

A razão do beneficio
A atividade física ajuda a reduzir o peso e também a gordura abdominal, além de auxiliar no controle do colesterol e da pressão. Por essa razão, os médicos afirmam que fazer exercícios pode apresentar os mesmos resultados que tratamento com medicamentos na terceira idade.

Cientistas da Universidade da Virgínia analisaram 2 mil homens com mais de 71 nos e concluíram que aqueles que andam menos correm um risco duas vezes maior de desenvolver problemas cardíacos e diabetes.

Cabeça boa
Ter um estilo de vida ativo e fazer exercícios preserva a agilidade mental. E isso vale também para atividade física de baixa intensidade, como a caminhada de pelo menos 3 km diários.

Adeus gripe
Exercitar-se de forma moderada aumenta as defesa do organismo que normalmente enfraquecem com a idade. Seu corpo vai combater doenças, com a gripe, com muito mais garra. Homens com mais de 65 anos que começaram a malhar ou caminhar aumentaram sua imunidade.

Abaixa, levanta, abaixa...
Quem faz exercícios regularmente se previne contra a síndrome da imobilidade. Trocando em miúdos, evita aquela falta de força e de flexibilidade, quando fica difícil até calçar sapatos ou meias.

Para fazer valer...
Não basta apenas começar a se mexer: é preciso comer de forma saudável, evitando gorduras de frituras e da carne vermelha, consumindo cinco a seis porções de frutas e vegetais ao dia. Açúcar e sal deve ser usados com moderação. E claro, não fumar.

Dicas para quem quer começar:
1- Primeiro, deve-se fazer uma avaliação completa com um cardiologista.
2- No inicio, o ideal é caminhar 20 minutos, trezes por semana.
3- Depois, é ter paciência: os resultados começam a aparecer dos três meses em diante.

E vocês, já começaram? Eu voltei (fiquei dois anos parada sem fazer nenhuma atividade física) no dia 05/01 e já estou me sentindo muito melhor. Me sinto uma pessoa melhor!

Beijinhos.

Nenhum comentário

Postar um comentário